Novo estudo sobre Minoxidil oral dá esperança

A loção de Minoxidil já é um medicamento comprovado por vários estudos e eficaz no tratamento contra alopecia androgenética. Por outro lado, muitas pessoas acham cansativo ou trabalhoso usar duas vezes todos os dias. Alguns estudos clínicos vem demonstrando resultados promissores sobre o Minoxidil de uso oral.

Para quem não conhece a história da loção Minoxidil. Ele era um medicamento para tratar pressão alta, mas dentre os efeitos colaterais desse remédio, os pacientes apresentaram crescimento de pelos indesejados no corpo, incluindo no couro cabeludo.

Baseado nos efeitos colaterais desse medicamento para tratar hipertensão, um laboratório desenvolveu a loção capilar. Ela é a mais utilizada no tratamento contra calvície do mungo.

Novamente estão sendo feitos estudos sobre o Minoxidil oral. Dessa vez para tratar a alopecia androgenética, também conhecida como calvície.

Estudos clínicos

Um estudo clínico (1) feito em Toronto, Canadá, duas clínicas de dermatologistas fizeram alguns experimentos em pacientes com alopecia androgenética e alopecia por tração.

Foram prescritos 1,25 mg de Minoxidil oral antes de dormir por dia. Esses pacientes já haviam usado o Minoxidil de uso tópico por algum tempo. Como só havia a dosagem de 2,5 mg, partiram o medicamento no meio, dando início ao tratamento.

O tratamento durou de dezembro de 2016 até janeiro de 2018. Várias anotações foram feitas ao longo do tratamento, como efeitos colaterais, análises clínicas e outros detalhes exclusivos.

Cerca de 20 pessoas participaram desse estudo, sendo 18 mulheres e dois homens. Dentre eles, 16 com alopecia androgenética e e 4 com alopecia por tração.

Dentre os pacientes desse grupo, cerca de 18 pessoas continuaram o tratamento por pelo menos seis meses. Os resultados foram:

Desses 18 pacientes, seis tiveram uma queda de cabelo diminuída e cinco relataram aumento na densidade de cabelo no couro cabeludo. Pelos no corpo foram relatados por 7 pessoas, principalmente próximo dos lábios e nos braços.

Efeitos colaterais

Cabe destacar que pacientes com problemas cardíacos ou com pressão baixa, não participaram desse estudo devido o risco.

Nenhum efeito colateral grave foi relatado. Isso não significa que é seguro você iniciar o tratamento por contra própria. Os pacientes foram acompanhados o tempo todo por médicos e realizaram todos os exames necessários para garantir a segurança.

Demais estudos

Foi administrado Minoxidil por vira oral para tratar alopecia androgenética. Nesse caso, a dose administrada foi de 5 mg a cada 12 horas.

O grupo era composto por 65 pacientes com alopecia grave e com resistência ao tratamento com Minoxidil de uso tópico. Como não estavam tendo resultados satisfatórios com ele, os médicos resolveram prescrever o Minoxidil oral.

Apenas 18% dos pacientes desse grupo tiveram uma melhora observada. Esse estudo (2) demonstra um resultado não muito satisfatório quando são avaliados em pacientes de grau grave na queda.

Mais estudos (3) foram compartilhados sobre o Minoxidil oral (0,25 – 1,25 mg), mas a maioria dos efeitos positivos foram apresentados em mulheres. Por isso mais estudos foram feitos para avaliar a eficácia e a dosagem ideal (seguro) em homens.

A dosagem foi entre 2,5 e 5 mg em pacientes com alopecia do sexo masculino. Eles fizeram um tratamento de seis meses com essa dosagem diária. Cerca de 41 homens com idade média de 33 anos iniciaram o tratamento.

Os resultados foram promissores, sendo alguns pacientes apresentaram uma melhora acentuada. Nenhum efeito adverso grave foi relatado, com exceção de pelos indesejados em algumas regiões.

Opinião

Baseado nos resultados desses estudos, ainda acho muito cedo em pensar como alternativa paraa Finasterida. Apesar de nenhum efeito colateral parecido ter sido apresentado, o uso descontrolado e sem prescrição pode trazer riscos:

  • Hipertricose (excesso de pelos no corpo)
  • Inchaço no corpo
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Aumento temporário da ureia e creatinina do sangue
  • Pressão baixa
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Reação alérgica

Já li pessoas que usaram por conta própria. Um usuário não estava tendo o resultado desejado no tratamento do MInoxidil + Finasterida. Após o uso do Loniten, notou uma redução significativa da queda de cabelo logo no início.

Cuidado

Vale lembrar que todas essas informações acima são de fontes seguras e citadas. Por outro lado, existe um vídeo no Youtube de um suposto médico recomendando o Minoxidil oral e citando um link para comprar. Vejam:

Ao fazer uma pesquisa do suposto médico, ele usa o nome de outro médico que possui um canal no Youtube, o Dr Lucas Fustinoni. Além de usar o nome de outro médico, ele ainda usa o nome da marca “Kirkilandi” para vender o produto.

Notem o erro grave na tentativa de se passar pela marca Kirkland, que é uma conceituada empresa de suplementos e vários outros produtos nos Estados Unidos, inclusive o Kirkland Minoxidil.

Cuidado! É totalmente uma farsa. Denunciem! Não caiam nesse golpe!

Escreva sua pergunta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.